De modo geral, as pessoas dominam a arte de julgar e avaliar outras pessoas, certo? Todos nós já estamos acostumados a ouvir as mais diversas opiniões de diferentes pessoas a respeito das nossas escolhas pessoais e de nossas ações. Normalmente, sofremos ao receber essas críticas, ou feedback negativo, pois é da nossa natureza desejar sermos aceitos pelos demais do jeito que somos.

feedback negativo

Receber um feedback negativo é difícil para a maioria dos profissionais e concordar com ele é ainda mais desafiador, mesmo que esse feedback seja essencial para o nosso desenvolvimento profissional.

Ao receber um feedback negativo, seja ele feedback anônimo ou presencial, é comum ficarmos nervosos; há pessoas que se exaltam ou mesmo adotam uma postura defensiva. No entanto, para desenvolvermos boas relações pessoais e profissionais e promovermos nosso autodesenvolvimento é preciso ser um bom ouvinte e estar aberto ao diálogo.

Para ajudá-lo a lidar com essas situações, no post de hoje, falaremos a respeito do que fazer quando receber um feedback anônimo negativo, confira!

O feedback anônimo

O feedback pode ser considerado um dos principais termômetros da performance profissional. Quando ele é praticado constantemente, os colaboradores são orientados e informados em relação ao desempenho do seu trabalho.

Muitas pessoas consideram essa prática como um puxão de orelha, mas ela representa uma crítica que normalmente é construtiva e que tem como objetivo contribuir para o crescimento profissional de cada colaborador.

Um feedback anônimo pode ocorrer por meio da aplicação da pesquisa de clima, por exemplo. Já que uma pesquisa de clima assertiva reserva campos para feedback de cada funcionário. Ao analisar os resultados da pesquisa de clima, o RH toma conhecimento de algumas situações e deve agir para resolvê-las.

Feedback negativo: quais ações o RH pode tomar?

O feedback negativo é temido por quase todos os profissionais e é bastante difícil para quem recebe e também para o encarregado de dá-lo. Mas essa ferramenta é essencial para o desenvolvimento humano e organizacional, por isso, o RH deve saber lidar com a situação e se fazer presente para verificar as ocorrências.

Cabe ao RH orientar o colaborador, independentemente do nível hierárquico, em relação às mudanças que devem ser adotadas e informar que os líderes irão acompanhar a evolução e as tarefas, já que se importam e valorizam o seu desenvolvimento.

Essa atitude irá reforçar a relação da liderança e do RH com os colaboradores, mostrando que existem confiança e apoio mútuo em busca das melhores práticas para a empresa e todos os seus integrantes.

A seguir, elencamos mais algumas ações que o RH pode tomar em caso de feedback anônimo e feedback negativo.

Reunião geral

Em caso de feedback anônimo com conotação negativa, o RH deve organizar uma reunião geral que aborde e estimule os bons relacionamentos em todos os níveis e investir em ações educativas para que essa ocorrência não vire um problema para o clima organizacional.

Lembre-se: o RH é um canal seguro e aberto ao diálogo

O RH deve reforçar que está sempre aberto para ouvir os funcionários e garantir o sigilo dos relatos. Dessa forma, o colaborador não precisa ter medo para expor problemas.

Como lidar com esses casos sensíveis?

Para lidar com esses casos sensíveis de feedback negativo, a empresa pode investir na realização de palestras, treinamentos e encontros para conversar com os colaboradores a respeito de assuntos que possam se tornar situações complicadas que afetam o ambiente organizacional.

É essencial investir no treinamento de gestores e explicar a importância do feedback contínuo.

O RH deve sempre averiguar a veracidade do feedback anônimo antes de tomar providências.

Como lidar com um feedback negativo

É essencial adotar um posicionamento calmo e ficar aberto ao diálogo e jamais exaltar-se, chorar, distorcer informações ou acusar outras pessoas.

Não interfira; escute com atenção. Peça exemplos de comportamentos que ilustrem a situação que está sendo abordada para que entenda o que é esperado de você. Peça sugestões, agradeça e reflita a respeito.

Mas, caso você não concorde com o feedback, pense em exemplos e dados concretos e leve essas informações ao RH para que fique claro que essa não é uma reação defensiva diante de uma crítica.

feedback, anônimo, negativo ou positivo, é uma ferramenta essencial para as empresas e seus colaboradores. Por meio dele, é possível repassar informações em relação ao desempenho e alinhar expectativas em relação ao que é esperado, mostrando a importância de cada um para a organização.

E na sua empresa, como o RH lida com o feedback anônimo? E com o negativo? Continue acompanhando o nosso blog e não se esqueça de deixar suas dúvidas e opiniões nos comentários!

Recebi um feedback anônimo negativo: o que fazer?
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *